Sarau Ambiental sobre Abelhas Nativas de Pirenópolis

Polinizando Ambientalistas

Dia 26/07/2018 tivemos mais uma edição do Sarau Ambiental abordado nossa fauna, o tema desta vez foram as Abelhas Nativas de Pirenópolis. A palestrante convidada Gabriela Silva, da ongSOS Abelhas Sem Ferrão, falou sobre a riqueza de espécies de abelhas nativas do Brasil, apresentou as principais espécies de nossa região e comentou sobre a importância das abelhas na polinização, produção de alimentos e manutenção dos ecossistemas naturais. Ela falou também sobre o trabalho educativo da SOS Abelhas Sem Ferrão em São Paulo e sobre práticas de criação de abelhas nativas. Em seguida, o Coordenador do Núcleo de Educação Ambiental da COEPi, o biólogo Rogério Dias, o apicultor Cordeiroe a palestrante participaram de um debate com a plateia sobre a importância das abelhas e os impactos que estas estão sofrendo pelos desmatamentos, agrotóxicos e mudanças climáticas.

A COEPi pretende incrementar seu trabalho de educação ambiental implantando a criação de abelhas nativas em sua sede e disseminando esta prática nas escolas de Pirenópolis e na zona rural do município. Trabalhando com essas espécies “bandeiras”, pretende-se promover maior apreciação, respeito e conservação da vegetação nativa: nossas matas, campos e cerrados. Caso você ou algum conhecido tenha interesse em participar deste movimento entre em contato com a COEPi.

Ao final da apresentação e debate, o grupo Zabumba de Chita interpretou algumas músicas da MPB com letras sobre abelhas, como “Amor de Índio” de Beto Guedes, que diz: “Tudo que move é sagrado, e remove as montanhas, com todo cuidado, meu amor… abelha fazendo mel, vale o tempo que não voou…”

Você também pode colaborar: Cultive mais flores em seu jardim, as abelhas, borboletas e beija-flores agradecem.

     

Notícias relacionadas