Visita de jovens do projeto Revivendo Êxodus de Brasília

Formando cidadãos críticos, sensíveis e participativos

       

Sábado, 8 de julho de 2017 recebemos na COEPi sessenta jovens e educadores do projeto Revivendo Êxodus que vieram vivenciar uma manhã de educação ambiental e patrimonial. Este é o segundo ano que a COEPi é incluída no roteiro da turma e a troca de informações e energias é sempre muito revigorante. O projeto Revivendo Êxodus nasceu em 2001 no Colégio Setor Leste de Brasília e “mantém o propósito de trazer aos alunos da rede pública de ensino uma formação intelectual e emocional que possibilite a transformação de todos em cidadãos críticos, participativos e sensíveis.” Propósito este que se alinha totalmente aos da COEPi, mantido por educadores em Brasília, em Piri e em muitas partes do mundo, que acreditam na humanidade, e na educação como caminho para um mundo melhor.

Guiados pelo coordenador do Núcleo de Educação Ambiental da COEPi, o biólogo Rogério Dias, os jovens puderam conhecer de perto o museu de ciências Oca da Terra, a réplica de Sítio Arqueológico e o Espaço demonstrativo de Agroecologia. Ao final da visita,após degustação de rapadura, o coordenador do Revivendo Êxodus Luiz Guilherme solicitou que dois alunos dessem depoimentos sobre a vivência na COEPi. Uma aluna

 disse que a pegada ecológica que cada um deixa no planeta pode ser diminuída se tivermos um consumo mais responsável, optando por exemplo, por produtos agroecológicos. Outro aluno fez a seguinte reflexão: assim como pequenos seres com as abelhas e as borboletas nos prestam serviços ambientais vitais como a polinização, cada um de nós,apesar de pequenos diante dos problemas ambientais, unidos também podemos fazer a diferença. A visita terminou com muitos aplausos e esperança.

 

Notícias relacionadas