Modernização da Área Demonstrativa de Agroecologia da COEPi

O que é?

A Oca da Terra ocupa um dos módulos da COEPi e abriga  uma exposição interdisciplinar com um resumo da história do planeta Terra indo do universal ao local, com suas rochas, relevo, vegetação e animais, incluindo os seres humanos. Oito ciências-temas são expostas, focadas na Região dos Cerrados, particularmente na Serra dos Pireneus de Goiás.

Em 2015 submetemos o projeto de modernização da Oca da Terra ao Fundo de Arte e Cultura de Goiás. Com os recursos obtidos pudemos qualificar ainda mais nosso museu de ciência.

Desde 2002 a COEPi vem desenvolvendo ações na promoção e implantação da agroecologia. Em nossa sede em Pirenópolis possuímos uma Área Demonstrativa de Agroecologia (1.000m2) onde praticamos atividades agroecológicas e realizamos oficinas práticas voltadas para a melhoria e conservação dos solos e para a difusão do policultivo orgânico de hortaliças tradicionais (PANCs), ervas aromáticas, medicinais e condimentares e plantas nativas dos Cerrados. Trabalhamos com diversos públicos, de todas as idades, com ênfase em crianças, jovens, mulheres e terceira idade.

Em 2019 implementamos o projeto “Modernização da Área Demonstrativa de Agroecologia da COEPi”

Concepção e Coordenação:

Biól. Rogério Dias

Resultados Alcançados

  • Limpeza, catalogação e informatização do acervo;
  • Organização de novas coleções didáticas;
  • Instalação de sistema de alarme;
  • Instalação de sistema de iluminação;
  • Capacitação de jovens monitores;
  • Realização de seminário sobre museus;
  • Confecção de esculturas de animais do cerrado;
  • Confecção de móbile do Sistema Solar e de um Globo Terrestre.
  • Construção de réplica de sítio arqueológico/paleontológico;
  • Pintura do Mural da Vida;
  • Construção de uma estufa agrícola metálica (high-tech) de 63m2;
  • Perfuração de mini-poço e instalação de bomba e caixa d’água;
  • Realização de cinco oficinas em parceria com a EMBRAPA-Cerrados, EMBRAPA-Hortaliças, EMATER-DF e Prefeitura de Pirenópolis. Temas: Produção de Mudas – Alporquia e Estaquia (22 participantes); Sementes Crioulas/Agroecológicas e Banco de Sementes (31 participantes); Manejo Agroecológico de Solos e Agricultura Urbana (28 participantes); Cultivo em Estufas e Controle Biológico de Pragas (16 participantes); e Cultivo e Utilização de PANCs (46 participantes).

Duração

4 meses (abril-julho de 2019)

Recurso

R$ 55.700,00

Fonte

Embaixada da Nova Zelândia

Situação atual

Relatório final e prestação de contas entregues e aprovados.